8 de out de 2016

Leitura de Outubro - 06 dicas nacionais





Vamos às sugestões de leitura para o mês de Outubro? Eu achei seis livros interessantes e o melhor de tudo, são nacionais!
Aproveitem!


Sal - Letícia Wierzchowski

Um farol enlouquecido deixa desamparados os homens do mar que circulam em torno da pequena e isolada ilha de La Duiva. Sob sua luz vacilante, a matriarca da família Godoy reconstitui as cicatrizes do passado. Em sua interminável tapeçaria, Cecília entrelaça as sinas de Ivan, seu marido, e de seus filhos ausentes, elegendo uma cor para cada um.
 Com uma linguagem poética, a premiada escritora gaúcha Leticia Wierzchowski, autora de A casa das sete mulheres, dá voz e vida a cada um dos integrantes da família Godoy, criando uma história delicada e surpreendente, enriquecida por múltiplos e divergentes pontos de vista.

O Ladrão de destinos - Nanuka Andrade

No bairro da Liberdade todos conhecem Mayumi como a menina sonâmbula e não se importam em ajudá-la em situações de perigo. O que estas pessoas não sabem, porém, é que a menina tem o espírito livre e todas as vezes em que isso acontece, viaja para um lugar chamado Orla, onde pessoas vivas ou mortas convivem sem a menor cerimônia. Quando terríveis eventos passam a colocar a vida de recém-nascidos em perigo, Mayumi e seus amigos, Flecha e Córmaco, acabam empenhados em descobrir quem está por trás desta trama sinistra. Um sujeito macabro, conhecido apenas como o Ladrão de Destinos. Site: www.seriecamundo.com/ladrao

O Viajante Imóvel - Júlio Ricardo da Rosa

Apesar deste thriller mesclar romance, aventura, suspense e drama em reviravoltas dignas de uma montanha-russa, seu personagem principal passa boa parte do livro imóvel. Mesmo com dificuldades para se locomover em sua cadeira de rodas, Vítor Assis vive plenamente – senão no cotidiano, ao menos na imaginação. É que Vítor, um escritor e tradutor, incorpora Félix Kölderlin, um viajante famoso por seus relatos dignos de Indiana Jones.
Em meio a essa dupla existência está Marília, ex-mulher com quem o protagonista mantém uma estranha e doentia relação, e Turco, um sujeito que lhe encomenda constantes trabalhos. O passado, na forma da doce Ester e das lembranças dos tempos da universidade, também assombra Vítor. Incapaz de voltar atrás e desfazer alguns de seus passos, o personagem vive perturbado. Seu escape é sua imaginação, projetada na figura de Kölderlin.

A menina do quarto escuro - Manoel Fernandes

Nina tem uma infância difícil. Renegada e vendida pelo próprio pai, ela segue em busca de uma sobrevida. A brutalidade personificada no homem ruim destrói o resquício de esperança, mas suscita na pequena vivente o desejo de encontrar a liberdade de diversas maneiras. Em meio aos seus caminhos tortuosos encontra-se com a bondade, e esse desconhecido sentimento mudará sua vida completamente .

 




Territórios Invisíveis - Nikelen Witter   (finalista do Argos 2013)

Nem sempre os acontecimentos extraordinários irão manifestar-se para pessoas especiais. Por vezes, o que alguns chamam de Destino nada mais é do que uma coleção de acasos, selecionados pela sorte. Ou, pela falta dela.

A vida dos gêmeos Ariadne e Hector nada tinha de excepcional. A não ser, talvez, pelo desaparecimento da mãe, a historiadora Marina, há quatro anos. Porém, para quem vive nas grandes cidades (por vezes, até mesmo nas pequenas), este é um pesadelo que se pode encontrar em qualquer jornal. Assim, às vésperas de completarem 13 anos, os dois irmãos dividem seu tempo entre fugir da dor da perda, implicar um com o outro, atormentar o pai e conviver com os três melhores amigos: Neco, Leo e Camila.

Acontecimentos incomuns os rondam, se fazem próximos, embora ainda não perceptíveis. Então, quando o irmão mais novo de Leo é raptado, o extraordinário os arrebata. Os sequestradores do pequeno Mateus exigem a entrega de uma misteriosa caixa de segredos, não maior que um tijolo, entalhada com um sol com raios que vertem lágrimas – um sol que chora. A caixa foi construída de maneira a permanecer inacessível até que as peças que a formam, organizadas em quebra-cabeças, tenham seus segredos desvendados.
O Leitor Fingido - Flávio Carneiro

Flávio Carneiro mostra em O leitor fingido a rica relação entre o leitor, a leitura, o texto e o autor. Relações que surgem nas impressões que o texto provoca no leitor e que o leitor provoca no texto, nos inúmeros detalhes de uma trama policial, na força emocional de um poema ou um romance, na carga histórica e crítica política que está nas entrelinhas do mais simples parágrafo de um conto.

5 comentários:

  1. Gostei das indicações. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Gostei das indicações. Fiquei curioso com alguns deles. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Pablo!

    Obrigada pela visita e fique à vontade para dar uma olhada nas outras indicações de leituras feitas nos meses anteriores.

    Abração,

    Drica.

    ResponderExcluir
  4. Drica, minha flor, tudo bem?! :-)
    Ler, com certeza, sempre foi um dos meus passatempos favoritos.
    Após um longo período sem conseguir incorporar a leitura na minha rotina (até há alguns anos atrás, eu devorava livros e mais livros!!!) por conta de tanta correria, hj, graças à Deus, consegui reservar 20 minutinhos diários para a leitura.
    É pouco? Muito pouco! Mas é o tempo que tenho, por enqto, então procuro aproveitá-lo da melhor maneia possível, saboreando cada página!

    Sugestões anotadíssimas!
    De cara, já me interessei por "Sal"
    Bjs, querida, fique com Deus. Logo volto para dar uma olhadinha nas sugestões de leitura anteriores! ;-)

    ResponderExcluir
  5. Karin,

    Com certeza, 20 minutos não é o ideal, é sempre bom ler mais... Mas, se é o tempo que você dispõe, utilize-o com qualidade e pode apostar que já te faz um bem imenso! Pode vir aqui. Todos os meses eu tenho postagens sobre livros e sugestões, estou me concentrando nos nacionais porque eu vejo uma divulgação pesada em relação aos estrangeiros, mas também tem muita gente boa e conhecida no cenário estrangeiro, que você vê diariamente nos blogs e em suas redes sociais! O importante é não parar de ler!

    Grande abraço,

    Drica.

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade para trocar ideias e comentar suas leituras! É um prazer receber sua visita.

Drica.