18 de jul de 2017

O Carteiro e o poeta - Antonio Skármeta


Título: O carteiro e o poeta

Autor: Antonio Skármeta

Ano: 2017

Nº de Páginas: 176

Editora: Record



Sinopse:

O romance que consolidou Antonio Skármeta como um dos autores mais representativos da nova literatura latino-americana 

O que mais pode querer um homem apaixonado que ter um dos maiores poetas latinos como conselheiro sentimental? Mario Jiménez é um afortunado carteiro responsável pela correspondência de certo senhor que poderia ser apenas um simples ancião experiente e bem-falante sobre as coisas do amor, se não fosse ele Pablo Neruda. 

A cada nova remessa de cartas, o humilde funcionário do serviço de correios chileno e o poeta consolidam uma relação inusitada: Mario vê no escritor e diplomata o cúmplice ideal nas considerações sobre a propriedade das metáforas e o mestre supremo na arte do amor. 

Em meio à efervescência política do Chile na virada da década de 1960 para 1970, a improvável amizade floresce. É do prêmio Nobel de Literatura que o carteiro busca conselhos sobre como conquistar o coração da garçonete Beatriz. E é do simples Mario que Neruda recebe os sons de sua casa, quando, doente, pede ao rapaz que grave os ruídos que encontrar pela Ilha Negra. Tal encontro, tão fictício quanto as figuras do carteiro e de sua amada, é promovido por Antonio Skármeta neste tempestuoso, engraçado e apaixonante romance. Uma inesquecível homenagem a Neruda, ao amor e à poesia.



Foi uma grata surpresa encontrar, por acaso, esse livro numa livraria virtual, quando eu estava procurando um outro título. 

Nunca li Pablo Neruda, mas me encantei por esse livro, que é uma homenagem clara ao escritor chileno e até procurei saber um pouco mais sobre o mesmo.

Mas, na obra O carteiro e o poeta, Antonio Skármeta narra a história do filho de um pescador, chamado Mário Jiménez que consegue um trabalho como carteiro particular de Pablo Neruda, como foi dito na sinopse.

Fico imaginando aqui, a extrema riqueza que se espera de uma amizade que nasce durante esse ofício de trazer e levar cartas e fico na expectativa de poder saborear o livro. Não pude deixar de partilhar essa minha "descoberta", pois depois de ler a sinopse e de contemplar a linda capa da obra é impossível não querer comprar e ler essa história.

E vocês? Digam-me se já tinham ouvido falar desse livro e desse autor.

Grande abraço,

Drica.